ARTIGOS

“O zelo por tua casa me consumirá”




Autor: Anna Gabriela
Data: 01/04/2014

Evangelho (Jo 2,13-22)

— O Senhor esteja convosco!

Ele está no meio de nós!

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

Glória a vós, Senhor!

 

13Estava próxima a Páscoa dos judeus e Jesus subiu a Jerusalém. 14No Templo, encontrou os vendedores de bois, ovelhas e pombas e os cambistas que estavam aí sentados. 15Fez então um chicote de cordas e expulsou todos do Templo, junto com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas e derrubou as mesas dos cambistas. 16E disse aos que vendiam pombas: “Tirai isto daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!” 17Seus discípulos lembraram-se, mais tarde, que a Escritura diz: “O zelo por tua casa me consumirá”. 18Então os judeus perguntaram a Jesus: “Que sinal nos mostras para agir assim?” 19Ele respondeu: “Destruí este Templo, e em três dias o levantarei”. 20Os Judeus disseram: “Quarenta e seis anos foram precisos para a construção deste santuário e tu o levantarás em três dias?” 21Mas Jesus estava falando do Templo do seu corpo. 22Quando Jesus ressuscitou, os discípulos lembraram-se do que ele tinha dito e acreditaram na Escritura e na palavra dele.



— Palavra da Salvação.

Glória a vós, Senhor.



Hoje, meus irmãos, trago pra vocês, através do Evangelho de São João a mensagem de Jesus. João foi escolhido discípulo amado de Jesus, pois compreendeu a mensagem do amor, a mensagem que Jesus veio nos passar aqui na terra e venho lhes mostrar o zelo que temos quer ter pela casa do Senhor.

A passagem do Evangelho João (2,13-22) inicia os primeiros passos da vida pública de Jesus, que durou, ao total, por volta de três anos e meio.

Estava próxima da 1ª Pascoa referente à vida pública de Jesus, e já se ouvia falar no nome de Dele, pois por onde Ele passava, realizava sinais e milagres e discípulos o seguiam.         

Jesus foi ao Templo, que, para o judaísmo, era o lugar privilegiado de encontro com Deus, onde se colocavam as ofertas e sacrifícios levados pelos judeus do mundo inteiro, e formava verdadeiro tesouro, administrado pelos sacerdotes. A casa de oração se tornara lugar de comércio e poder, disfarçados em culto impiedoso. Jesus, enfurecido com a situação, expulsa os comerciantes, denunciando que a casa do Senhor tinha se transformado numa opressão e exploração dos pobres pelas autoridades religiosas, predizendo a ruína do Templo dos que queriam colocar a casa de Deus como comércio, visando ao lucro e à glória pessoal. Mas, para aqueles que temem o Senhor, Jesus vem nos dizer que o verdadeiro Templo é o corpo de Jesus, que morre e ressuscita em 3 dias. Deus não quer habitar em edifícios, mas em cada um de nós que Nele crê.

Não sejamos, meus irmãos, que nem os mercadores. Aquilo que eles fizeram com o templo, nós também fazemos com a casa de Deus, no momento em que deixamos a vaidade nos levar, no momento em que a casa do Senhor se torna um desfile de roupas, cabelos, maquiagens, conversas paralelas, ou quando vamos à casa do Pai para nos encontrarmos com as pessoas, fazendo que ela se torne um ambiente onde nem sequer se consegue rezar. Tenhamos zelo e cuidado pela casa do Senhor, que seja um momento de oração, o lugar para nos encontrarmos com o Deus. O encontro com Ele deve ser o motivo e a coisa mais importante, para que neste lugar o nome Dele seja exaltado, louvado, glorificado e adorado.                                                             

A Igreja é lugar do nosso encontro com o Senhor. A Igreja é o lugar da morada do Senhor. Que respeito, que zelo devemos ter para com a casa do Pai! Pois é na Igreja que Jesus se faz presente na sua Eucaristia, em Corpo e Sangue.

 

“O zelo por tua casa me consume” Sl 69

A paz do Senhor!

 

Confira outros artigos de Anna Gabriela

Compreendendo a Bíblia

A Bíblia é o livro mais vendido no mundo inteiro, mas poucos a conhecem e leem corretamente, e eu quero que vocês passem a entendê-la e a conhecer sua história. O que significa a palavra “Bíblia”? A palavra “bíblia” não f...

Saiba mais informações

PECADO ORIGINAL - Princípio e origem de nossos males

No paraíso de Adão e Eva, destacam-se duas árvores: a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal – dado e ordenado pelos dons de Deus. Adão foi submetido a uma prova: "Não comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e d...

Saiba mais informações

O REI QUE VENCEU A MORTE

O REI QUE VENCEU A MORTE   JESUS RESSUSCITOU. ALELUIA!! Que dia importante é o dia da Páscoa do Senhor! Em meio a tanto sofrimento por causa da Paixão e Morte de Jesus, vem-nos a alegria e a razão da Cristianismo: o Cristo ressuscitou! Para nós cató...

Saiba mais informações

A oração é um dom de humildade

A oração é a resposta de fé a partir do impulso do nosso coração que é elevado pelo Espirito Santo de Deus.  Todos nós recebemos o dom da oração, somos impulsionados pelo Espirito Santo a rezar, mas também é nec...

Saiba mais informações

CONFIRA AQUI TODOS OS ARTIGOS

INÍCIO
LITURGIA DIÁRIA
HISTÓRIA
FOTOS
COLUNISTAS
VÍDEOS
NOTÍCIAS DA IGREJA
FALE CONOSCO