ARTIGOS

Vocação Matrimonial




Autor: Paulo Eduardo
Data: 17/11/2015

 A vocação matrimonial é muito mais séria que simplesmente estar em uma relação, algo que também é sério, porém aquela se trata de um sacramento, um compromisso não apenas com o outro, mas com Deus.

No capítulo 5 da Carta de S. Paulo aos Efésios, estão orientações para imitar a Deus. Na condição de ser do sexo masculino, cabe-me – mais que exigir de minha esposa o cumprimento do versículo 22 – cumprir o versículo 25: “Maridos, amem suas esposas como Cristo ama Igreja”. A diferença entre um relacionamento civil e o sacramento do matrimônio está na presença muito mais que poética de Deus. Em outras palavras, não se trata de marcar uma cerimônia em uma capela bonita nem de frequentar as celebrações cotidianamente, mas de amar primeiramente a Deus e deixá-Lo estar no centro do casamento.

Quando ambos amam sobretudo a Deus e o amor conjugal é consequência daquele, ambos são fiéis à vocação. O Senhor nos chama a amá-Lo através da missão matrimonial, logo esposa e esposo amam-se amando a Deus. Quando cada qual busca ser-Lhe fiel, a fidelidade é extensiva entre os cônjuges: isso é matrimônio. Já ao se buscar a completude apenas no outro, que é imperfeito, ignorando o compromisso com Deus, há um relacionamento civil, que pode se esgotar nas carências e exigências humanas.

A fidelidade não está apenas em não contrair relacionamentos extraconjugais, mas em cumprir o compromisso com Deus – e, por extensão, com o marido ou esposa. O homem é vocacionado ao sacrifício, assim como Jesus foi. Assim, para amar a mulher como Cristo ama a Igreja, deve estar disposto a morrer por ela. Não se trata, obviamente, de suicídio, mas da renúncia ao egoísmo e a tantas outras paixões. Fazer isso não é fácil, e não se faz por uma pessoa humana, mas se faz por esta por causa de Deus, pois não se ama primeiro o cônjuge para depois amar o Senhor, mas se ama primeiro ao Pai, sobre todas as coisas, e ao próximo como a si.

A confusão em torno do casamento está no fato de que, muitas vezes, Deus é deixado de fora, não da vida de cada um, pois muitos Lhe buscam, mas Ele nem sempre é o centro do relacionamento conjugal. Assim, cada qual pode exigir que o outro cumpra algo que só se é capaz de prometer a Deus. Há certo tempo, muitos homens exigem que mulheres sejam submissas, mas não o fazem nos termos de todo o capítulo 5 da Carta aos Efésios. Pelo lado feminino, muitas delas não conseguem ver Cristo em seu matrimônio, porém quantas nem O colocaram como centro do noivado e do namoro, amando assim primeiramente ao namorado de todo coração e toda alma e a Deus como a si mesma? Ademais, na contemporaneidade, muitas nem querem mais ter Jesus em seus relacionamentos nem pecam exigindo dos homens o cumprimento do versículo 25, porque, se não querem o Cristo, muito menos quereriam um homem que tenta imitá-Lo.

De minha parte, então, não cabe cobrar amor por mim, mas apontar minha esposa para Deus, para que ela O ame livremente e Lhe seja fiel. Afinal se ela já disse sim no altar do Senhor, é porque crê que eu tento ser Jesus em sua vida. 

PS.: A minha vocação se chama Larissa e há três anos é meu par onde quer que eu esteja.

 

Confira outros artigos de Paulo Eduardo

A oportunidade de amar

Jesus Cristo é a figura que estabelece um novo paradigma de preceitos religiosos, que dá sentido à Lei. Uma de suas principais reorientações é o olhar para o próximo, o outro que está diante de nós. O Senhor Nosso Deus não é...

Saiba mais informações

Famílias Restauradas, sociedade curada

  Construir uma família tem sido, cada vez mais, uma atitude desafiadora na contemporaneidade, em uma sociedade que almeja o prazer instantâneo, a elevação do ser humano como deus de si e o consequente esquecimento do próximo. É curioso que, aparentem...

Saiba mais informações

Obediência: um exercício de santidade

Um dos passos primordiais para o crescimento comunitário é a obediência, seja na ampla comunidade cristã –  a Igreja –, seja em qualquer instituição secular, pois, ao obedecer, coopera-se e, sobretudo, acredita-se em quem está com a a...

Saiba mais informações

CONFIRA AQUI TODOS OS ARTIGOS

INÍCIO
LITURGIA DIÁRIA
HISTÓRIA
FOTOS
COLUNISTAS
VÍDEOS
NOTÍCIAS DA IGREJA
FALE CONOSCO